Bares e Restaurantes – conheça as regras de flexibilização

Bares e Restaurantes - conheça as regras de flexibilização

Desde o início do ano, o mundo vem passando por uma pandemia que afetou milhões de pessoas. Seja por contaminação, morte ou isolamento social, boa parte da população mundial se vê em mudanças por conta da chegada do novo Coronavírus e a espera pelo desenvolvimento de uma vacina que solucione a questão.

No Brasil, apesar do crescente número de casos e de mortes diárias, muitas capitais e cidades estão em fase de flexibilização de alguns serviços como academias, salões de beleza, bares e restaurantes.

A novidade chegou, principalmente, em locais que têm casos estáveis, leitos disponíveis nos hospitais públicos e privados ou até os locais onde já pararam de ter novas incidências.

 

Normas para bares e restaurantes reabrirem as portas

Para quem já não aguentava mais ficar dentro de casa, o novo decreto permite abertura de bares e restaurantes. Por enquanto, alguns estados brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Alagoas, Acre, Amazonas e Distrito Federal já estão em um plano de ação de retomada da economia.

Os principais procedimentos dos estabelecimentos são:

– horário reduzido de atendimento;

-diminuição na quantidade de público a ser atendido no estabelecimento;

– fornecimento de equipamentos para todos os funcionários trabalharem sem preocupação (máscaras e álcool em gel e em alguns lugares, termômetro e luvas).

 

Flexibilização no Brasil

Além das recomendações gerais que vêm sendo seguidas, algumas das principais capitais brasileiras estão com medidas próprias para garantir maior eficiência. São elas:

 

São Paulo:

Segundo matéria da Folha de S. Paulo, os estabelecimentos podem funcionar por até 6 horas ininterruptas, contanto que as portas se fechem até às 17h. As mesas poderão ter lotação máxima de 6 pessoas, sempre respeitando a capacidade total de, no máximo 40% do que era em tempos normais.

O cardápio precisa estar digitalizado ou bem visível para os clientes. É proibido o consumo nas calçadas e as portas e janelas devem estar sempre abertas ou com climatização em dia. O distanciamento deve ser demarcado e as mesas devem se dispor com pelo menos 2 metros de distância uma da outras.

 

Rio de Janeiro:

A matéria no G1 é do início da reabertura, mas as coisas no Rio de Janeiro seguem bem parecidas e com aumento da flexibilização em alguns pontos turísticos e esportes coletivos nas praias.

Para bares e restaurantes, as normas são as seguintes: metade de capacidade da casa, sempre com distância de pelo menos 2 metros entre as mesas. Não é permitido o funcionamento para restaurantes self-service e nem a presença de músicas ao vivo. Os estabelecimentos devem fechar as portas até 23h e dar preferência aos espaços abertos.

 

Belo Horizonte:

A capital mineira segue sem nenhuma previsão de flexibilização ou reabertura para bares e restaurantes. Neste documento do governo mineiro é possível ver em que fase está cada segmento e, para o estado inteiro, ainda é a fase verde (apenas serviços essenciais).

 

Salvador:

Para a capital baiana e muitas outras cidades, a fase de flexibilização está apenas começando, mas ainda sem previsão para bares e restaurantes.

Os shoppings centers foram abertos no dia 24/07 e, segundo o Correio 24 Horas, as filas já se formaram para a volta da movimentação econômica.

Os bares e restaurantes só voltarão a abrir na segunda fase da flexibilização, quando os leitos estiverem abaixo de 70% de ocupação.

 

Quais cuidados os clientes devem tomar?

Para quem vai visitar os estabelecimentos, o uso de máscaras é obrigatório e, em algumas cidades, até pode ser passível de multa por violação da norma.Dentro dos lugares é permitido retirar as máscaras para consumo de alimentos e bebidas.

É recomendado também levar o próprio álcool em gel, para aumentar a segurança e a proteção, e que lave muito bem as mãos sempre que possível.

Por ser um período de maior possibilidade de contato e de exposição ao vírus, a recomendação é ao chegar em casa, colocar as roupas para lavar separadamente de outras peças e limpar bem os sapatos com produtos adequados e que sejam eficazes na eliminação do vírus.

E aí? Já está pronto(a) para visitar bares e restaurantes que estão seguindo todas as medidas preventivas?

Para mais posts como este, você pode acessar o nosso blog para ver nossos artigos anteriores ou seguir a gente nas redes sociais: Facebook e Instagram.

 

Mostrar comentários

Ainda não temos nenhum comentário para este artigo.
Seja o primeiro utilizando o formulário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *