Conheça os queijos nacionais premiados

Conheça os queijos nacionais premiados

O queijo é uma iguaria apreciada no mundo inteiro. Há uma extensa quantidade de fabricantes nacionais, inclusive, alguns queijos brasileiros foram premiados devido a sua qualidade e sabor.

Você sabia que diariamente são produzidos mais de 70 tipos de queijos? Sim.. alguns deles são inspirados em queijos com origem do exterior, mas a maioria deles com insumos nacionais e adaptados ao paladar do brasileiro.

 

Premiação

Em 2019, ocorreu na França, o prêmio Mondialdu Fromage, onde 58 tipos de queijos brasileiros foram premiados com a medalha de ouro.

No júri, foram avaliados: o sabor, a textura e aparência, o resultado abriu os olhos de outros países e colocou o Brasil na rota da exportação de queijos.

Desses queijos, quatro deles receberam o prêmio mais importante, a categoria super ouro. Foram eles:

 

Curado Fazenda Santuário do Mergulhão (Serra da Canastra – MG)

Produzido por Silmar de Castro e Vicente de Castro, na Fazendinha da Canastra – São Roque de Minas – MG. O icônico queijo canastra tradicional mineiro ganhou um super ouro ao ser apresentado com um queijo maturado por três a quatro meses.

Com sabor delicado, de cor amarelo suave, feito com leite cru, o canastra do Mergulhão vai bem tanto no café da manhã como com doces mais cremosos. Além disso, ele é uma ótima pedida no happy hour acompanhado de cervejas mais encorpadas, como a Pale Ale.

Queijo do Ivair, Rótulo Black Reserva (MG)

Irmão brasileiro do famoso Brie francês é produzido por Ivair José de Oliveira e sua mulher, Lúcia, na cidade de São Roque de Minas – MG.

Feito com leite cru e maturado por 25 dias, tem produção limitada a 12 peças por dia, combina com geleias e cervejas do tipo IPA.

 

Névoa das Vertentes do Rancho das Vertentes (MG)

Típico queijo de cabra produzido em Barbacena – MG, foi o primeiro no Brasil a ganhar um prêmio como o do Mondial du Fromage.

É um queijo fresco inspirado no Crottin francês, acompanha um sabor de leveduras e tem uma textura fina, coberto com carvão vegetal e mofos brancos. Maturado, ele adquire uma casca esbranquiçada e faz um bom casamento com as cervejas com certa acidez como tipo fruitbeer, Weissbier, Witbier e Pilsen.

 

Canastra Queijaria Vale da Gurita (Delfinópolis – MG)

Esse queijo canastra nasceu na região da serra da Canastra, uma vasta área que possui altitude, relevo, pasto, clima e água de excelentes qualidade.

Esse queijo é produzido pelo empresário Arnaldo Adams Ribeiro Pinto, na fazenda Águas Claras no município de Delfinópolis – MG.

A nossa sugestão de harmonização é com o estilo Pilsen.

Siga a gente no Instagram e Facebook para ficar por dentro das nossas novidades.

Autoria: Lais Guitti, é publicitária e sommelier de cervejas da cervejaria Guitt´s, formada  pelo ICB – Instituto da cerveja Brasil.

Mostrar comentários

Ainda não temos nenhum comentário para este artigo.
Seja o primeiro utilizando o formulário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *