Viajar sozinho (a)?!

 

Viajar sozinho (a)?!

Está chegando a época das férias e ninguém vai poder viajar com você? Não torne isso um problema! Seja você, homem ou mulher, viajar sozinho (a) é uma chance de conhecer um pouco mais sobre si mesmo (a), enxergar o mundo com os seus próprios olhos, enquanto explora um lugar novo.

É uma oportunidade única de você vai sair da sua “zona de conforto”, já que só terá a si mesmo (a) para recorrer em caso de dúvida ou perrengue. Os benefícios são infinitos…

Para te ajudar a encarar a primeira viagem sozinho (a), separamos algumas dicas para que a sua experiência seja tão boa que você nem vai perceber que não foi com alguém.

Onde se hospedar?
Você é do tipo que quer fazer um monte de amigos logo de cara ou que prefere ter uma experiência mais introspectiva? Que não se importa de dividir banheiro ou que prefere ter um chuveiro (ou uma banheira) só pra você? Tudo isso deve ser levado em conta ao escolher onde você vai ficar nos dias da viagem.
Para quem gosta de movimento e gente, o caminho é o hostel. Já para os que preferem, ficar mais tranquilo (a), hotéis não são a única pedida. Você também pode escolher alugar um apartamento ou quarto em aplicativos como o Airbnb ou dependendo do lugar de destino explorar acomodações menos tradicionais.
Faça o seu roteiro
É natural e esperado: se tem mais de uma pessoa viajando junto, alguém vai ter que ceder em algum momento. Seja para passeios, restaurantes ou até mesmo para o próprio destino. São pelo menos duas pessoas que pensam diferente, em ao menos um aspecto, fazendo um planejamento.
Em uma viagem solo, você só precisa pensar em você – e não tem nada de egoísta nisso. Se quiser ficar sem tomar café da manhã todos os dias e só almoçar, pode. Se escolher visitar 3 museus no mesmo dia, também não tem problema. Se errar o transporte para onde quer ir e acabar fazendo o mesmo caminho duas vezes, está tudo bem. É só você mesmo (a) que poderá te julgar e, convenhamos: em uma viagem dos sonhos, não há tempo para julgamento!
Tenha muita atenção a seus pertences
Como não terá ninguém para avisar que você deixou a blusa para trás, que esqueceu o passaporte no quarto ou que a bolsa está na cadeira, seu cuidado tem que ser redobrado.
Uma boa dica é andar apenas com o necessário em uma bolsa ou mochila. Mesmo em lugares seguros, a gente mesmo pode ser desatento (a) e deixar bolsos abertos, por exemplo.
Em sua acomodação, saiba onde está deixando tudo para que não fique nada para trás e lembre-se de guardar em lugares estratégicos o que for de valor – principalmente, se as acomodações forem coletivas.
Não se prenda exclusivamente ao digital
Tanto no planejamento como quando estiver viajando, não dependa 100% do acesso para quando tiver internet. Hoje em dia, existem aplicativos que ajudam a montar o seu roteiro e que funcionam sem estarem conectados a uma fonte de internet. Você pode salvar seus locais de destino, baixar mapas e muito mais.
Outra dica é fazer um roteiro completíssimo, com descrições de ruas, bairros e até mesmo com os transportes públicos que você pode pegar para e de onde você estiver.
Em viagens internacionais, poucas vezes temos acesso ao Wi-Fi, 100% do tempo. Por isso, todo mecanismo que puder ser aliado ao off-line será de grande ajuda.
Comece localmente
Se você não é uma pessoa de hábitos sozinhos, experimente se levar para um jantar, ao cinema, uma exposição ou até mesmo caminhar num parque.
Apreciar a própria companhia e se curtir em momentos triviais são uma excelente porta de entrada para atravessar as barreiras que viajar sem companhia pode te colocar.
Se você consegue jantar sozinho (a) na sua cidade, imagina na Europa, na América do Sul, em outro estado…o céu é o limite quando a gente se diverte com a gente mesmo.

Gostou das nossas dicas? Agora é só fazer as malas e escolher seu destino dos sonhos! Não esqueça de incluir passeios pelas cervejarias locais e de tomar os rótulos de cervejas produzidas pelo país.

Para saber mais sobre a gente, nos acompanhe nas redes sociais Facebook e Instagram.

Mostrar comentários

Ainda não temos nenhum comentário para este artigo.
Seja o primeiro utilizando o formulário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *